Durante a segunda palestra realizada no Vivo Rio, como parte do XIV FIA, o especialista em gestão de pessoas Luiz Edmundo Prestes Rosa trabalhou o tema “Governança e liderança na organização moderna”, destacando o papel e desafios dos formuladores e gestores das estratégias e políticas.

Prestes Rosa destacou a responsabilidade do líder conseguir fazer com que os liderados atuem de forma ética. A dificuldade de fazer isto acontecer, de acordo com Prestes, aparece pelo fato de a maioria dos indivíduos conviver com a corrupção e achar normal.

Em sua palestra, ele ainda ressaltou que não adianta querer gerar líderes sem entender o que é ser líder.

“A cultura da liderança sem entender qual o propósito dela é levar a organização para o buraco. É preciso entender a finalidade de um líder, que é gerar resultados”, afirmou Luiz Edmundo Prestes Rosa.

O especialista ainda esclareceu a diferença entre governança e liderança e destacou que é preciso garantir a união desses dois fatores para a obtenção de resultados mais satisfatórios.

Sinergia

Buscar a sinergia entre eles é a chave para o sucesso, mas esta não é uma realidade fácil de ser encontrada.

Edmundo (3)“A governança busca estabelecer e regrar o relacionamento da empresa com todos aqueles que são responsáveis pelo sucesso. Gestores de pessoas, governos, investidores, entre outros, são o alvo dela. Desta forma eles vão atuar conectados. Já no microcosmo, quem atua é o líder ao captar talentos e gerir os colaboradores em várias especificidades internas”, disse Prestes.

Luiz Edmundo também ressaltou que a evolução da sociedade tem colocado em primeiro plano o quesito de transparência organizacional e que este item já não é mais um diferencial, mas algo fundamental dentro do mercado empresarial.