Membros da Comissão Especial de Marketing de CRA-RJ participaram de um bate-papo sobre papel do Marketing nas ações organizacionais, com foco nas eleições de presidente e governadores, diante das transformações sociais e tecnológicas da atualidade.

Os Administradores Luiz Henrique Santos, Firmino Carneiro, Carlos Alexandre Corrêa e Alex Modesto foram os responsáveis por trazer à discussão a importância desse segmento.

Santos, que é coordenador da Comissão, ressaltou que o objetivo principal da equipe é fomentar o aperfeiçoamento das técnicas de Marketing no mercado, abordando assuntos através de ações estratégicas que chamem a atenção de todos que se interessam pela área.

“Realizamos palestras e uma série de entrevistas que ficam nas mídias do CRA-RJ. A nossa intenção é trazer assuntos que sejam de interesse atual para que possam ser debatidos, não só conosco, mas no mercado como um todo”, salientou.

Durante o bate-papo, os Administradores falaram da importância do marketing durante as eleições, pois os candidatos precisam ter uma boa imagem para cativar os eleitores nesse período e também sobre a utilização de mídias digitais e pesquisas eleitorais nas campanhas.

“Como o marketing atua nas eleições: Ora, se você é um candidato a ser eleito, você pode tomar como princípio que além de candidato você pode ser um produto que está sendo oferecido ao mercado, que são os eleitores”, destacou o Adm. Firmino Carneiro, relembrando o artigo que ele publicou no Espaço Opinião do CRA-RJ.

“As Fake News estão dando um trabalho adicional aos profissionais de marketing, pois estão tendo que juntar informações para poder desconstruir uma imagem daquele candidato, que não é a que ele está ‘vendendo’ e ainda construir uma imagem que ele precisa mostrar aos seus eleitores”, reforçou Modesto.

“A função do marketing não é só comunicar um produto, embalagem ou uma marca, ela passa a ser um trabalho ou serviço à educação, então temos que ser muitos sérios e éticos com o que passamos e podemos ver isso nas eleições”, ponderou Corrêa.

“Essas eleições trouxeram uma visão bem diferenciada das outras, como essas pesquisas eleitorais […]. A mídia social é uma realidade e com uma influência muito forte. Todas essas atuações das pesquisas são fortes, mas essas agencias vão começar a repensar a maneira de expor e promover os resultados ou então de abranger o percentual de pessoas pesquisadas, para aumentar a sua credibilidade”, comenta o Adm. Luiz Henrique Santos.

Confira a entrevista completa na CRA-RJ Play ou na Rádio ADM RJ.