Projeto do CFA de gestão municipal de água e esgoto gera oportunidades

///Projeto do CFA de gestão municipal de água e esgoto gera oportunidades

O mercado de trabalho para o Administrador se amplia à medida que as empresas públicas e privadas se dão conta da necessidade de se contratar um profissional qualificado para assumir as atividades administrativas das organizações. Trazer à tona essa consciência foi um dos objetivos do Adm. Douglas Evangelista Neto, superintendente do CFA, e da Adm. Juliana Cardoso, colaboradora da Câmara de Estudos e Projetos Estratégicos do CFA, ao apresentarem o Sistema CFA de Governança, Planejamento e Gestão Estratégica de Serviços Municipais de Água e Esgotos (CFA-Gesae), na sede do CRA-RJ.

Durante sua exposição, o Adm. Douglas Evangelista Neto destacou os três pilares sobre os quais o CFA-Gesae se firma: Dados, educação e legislação. O primeiro diz respeito à coleta de informações geradas pelas companhias de água e esgoto de cada município; o segundo é a capacitação dos profissionais de Administração para utilização do CFA-Gesae, por meio da Universidade Corporativa do Administrador (UCAdm), e o terceiro a chancela que a Lei 4.769/65 dá ao CFA para lidar com questões como esta, além de poder contribuir na elaboração de novas leis orgânicas para a boa gestão pública.

Uma vez que o profissional de Administração, capacitado pela UCAdm, será o mais indicado a assessorar o gestor municipal nesta demanda, novos postos de atuação devem surgir, o que significa mais emprego para os Administradores devidamente registrados e adimplentes.

“Quem vai acessar o Sistema é o Administrador. Imagine os 5.570 municípios tendo um Administrador já na área de saneamento, já incluso dentro da gestão municipal. Esse é o grande objetivo: incluir o profissional de Administração mais uma vez no mercado de trabalho, com essa ferramenta que também vai ajudar a sociedade com a boa gestão do saneamento básico”, explicou.

Para o presidente do CFA, Adm. Wagner Siqueira, conselheiro federal pelo Rio de Janeiro, o CFA-Gesae se assemelha ao Índice CFA de Governança Municipal, porém com um enfoque mais direcionado, que contribui sobretudo para o bem-estar social e bom funcionamento dos órgãos públicos.

“Nós temos um diagnóstico preciso sobre 5.570 municípios, por meio de 70 variáveis de gestão que marcam, efetivamente, como está a gestão municipal em relação à água e esgoto de cada um deles. Portanto, estamos caminhando na direção de oferecer uma contribuição que facilite ao Administrador municipal aprimorar o seu diagnóstico comparativamente aos demais”, disse Siqueira.

Em breve, estará disponível a apresentação completa do CFA-Gesae e você já pode assistir a uma entrevista exclusiva com o Adm. Douglas Evangelista Neto na Rádio ADM-RJ e na CRA-RJ Play.

2018-01-30T11:21:18+00:00